Metade dos jovens usariam empréstimos para empreender, aponta pesquisa

07/11/2022 em Empréstimos, Notícias escrito por José Carlos Sanchez




Publicidade






Publicidade



De acordo com uma pesquisa realizada pelo C6 Bank / DataFolha que ouviu 942 adolescentes entre 12 e 17 anos, a maioria dos jovens brasileiros estaria disposta a tomar um empréstimo para empreender.

Jovens empreendedores

O brasileiro é considerado um povo empreendedor por natureza. Tanto é que metade dos jovens do nosso país afirmam que usariam empréstimos para montar um negócio próprio. Os dados são de uma pesquisa realizada em outubro pelo C6 Bank / DataFolha.

A pesquisa ouviu aproximadamente 942 adolescentes entre 12 a 17 anos de diversas regiões do país e classes sociais. De acordo com o levantamento, quem assumiria um financiamento para investir em empresas são os jovens das classes C, D e E.

Os jovens das classes A e B usariam o crédito para estudarem no exterior. Um dado interessante é que menos de 15% dos adolescentes se endividariam para comprar eletrônicos ou celulares. Quer saber mais? Vem com a gente.

Investimento em projetos de empreendedorismo

Conforme antecipamos, os jovens brasileiros estão mais propensos a investir em projetos pessoais de empreendedorismo. De acordo com a pesquisa, mais da metade deles estaria disposta a assumir dívidas para empreender.

Ao mesmo tempo que isso mostra uma certa ousadia e propensão ao risco, também aponta a falta de conhecimento financeiro da população. Até porque, o Brasil possui uma das taxas de juros mais altas do planeta.




Publicidade



Isso quer dizer que o valor pago em juros tem uma grande chance de superar o lucro da empresa, e nesse caso, o empreendedor poderá não só ficar um tempo sem tirar nada do negócio, como também falir.




Publicidade



No entanto, se for bem planejada, esse tipo de dívida nessa fase da vida pode render bons frutos. Afinal, é diferente você tomar um empréstimo para fazer um investimento, do que para comprar um carro ou um celular, por exemplo.

Compras por impulso é menos comum entre os jovens




Publicidade



Um outro dado que a pesquisa também apontou é que a compra por impulso é menos comum entre os jovens. Só para ilustrar, mais de 80% dos participantes do estudo disseram que pensam se realmente precisam do item antes de comprá-lo.

A reserva de emergência também parece ser um conceito um pouco mais difundido entre a população mais nova. Afinal, 24% dos entrevistados disseram que fariam uma reserva para investir e gerar um rendimento mensal.

Outros 20% dos entrevistados disseram que poupariam dinheiro para comprar algum produto desejado no futuro e 16% guardariam uma certa quantia já pensando na própria aposentadoria.

Falta de informação ainda preocupa

Embora a maior parte dos jovens pretendam ter uma vida financeira mais confortável que seus pais, 75% deles não possuem conhecimento sobre previdência privada, e 73% não possuem muita informação sobre cheque especial.




Publicidade



Além disso, 68% dos jovens entrevistados disseram não possuir nenhum entendimento sobre bolsas de valores. Já quando o assunto é cartão de crédito, o nível de informações dos jovens é maior.

Mesmo com hábitos financeiros um pouco mais saudáveis, o estudo mostrou que 44% dos jovens costumam se informar sobre finanças em redes sociais, e apenas 6% consultam sites especializados ou de notícias.

Por conta disso, 64% dos entrevistados disseram que é possível enriquecer em pouco tempo com investimentos por conta própria, baseados em dicas da internet. Isso é um verdadeiro engano, pois a grande maioria perde e perde muito no curto prazo.

Empréstimos mais caros

Um fator importante que é preciso observar é que tomar empréstimos para aplicar em um negócio próprio está cada vez menos atrativo. Afinal, na última reunião do Copom a taxa Selic subiu para 9,25% ao ano.

Isso quer dizer que tomar dinheiro emprestado está cada vez mais caro. Por isso, a melhor maneira para empreender é fazer um planejamento, guardando dinheiro por um tempo e posteriormente investindo com o capital próprio.

Gostou deste artigo? Então não deixe de compartilhar com todos os seus amigos e parentes nas suas redes sociais e nos ajude a disseminar o conhecimento.

Leia também

Aviso Legal

Não exigimos pagamento para liberação de nenhum produto, como cartões de crédito, empréstimos e outras ofertas. Se isso ocorrer, entre em contato conosco imediatamente. Nosso faturamento vem de publicidade e referências para alguns, mas não todos, os produtos exibidos. As publicações seguem rigorosas pesquisas com a máxima precisão e comparação entre as diversas opções do mercado. Sempre leia as condições e os termos de serviço com os quais você se comunica.

Divulgação do Anunciante

Publicamos conteúdo independente apoiado por publicidade. Recomendações de empresas que recebem compensação de afiliados podem aparecer em nossos sites. Isso pode afetar quais ofertas aparecem, bem como onde ofertas e produtos são colocados em nosso portal. Não incluímos todas as ofertas de crédito e financeiras disponíveis no mercado. 


Nota Editorial

As recomendações e conselhos da equipe editorial não são afetados pela remuneração que recebemos de nossos afiliados. Nossas publicações são independentes e seguem pesquisas rigorosas. No entanto, apesar de extensa pesquisa, não garantimos que as informações fornecidas estejam completas e, portanto, não oferecemos garantias quanto à precisão e aplicabilidade de nosso conteúdo.

>